Quem sou?

Olá ! Me chamo Jorge David Simeão, tenho 50 anos, casado, com 2 filhos sendo 1 menino com 23 anos e uma menina de 8 anos. Juntos formamos uma família abençoada e maravilhosa. Costumo dizer que possuo duas paixões em minha vida: Família e minha Profissão de Educador. Dediquei minha vida inteiramente a carreira acadêmica, atuando em várias Instituições de Ensino.

Nós professores somos transformadores de pessoas e me dedico incansavelmente há 29 anos nesta nobre missão. Infelizmente por fatos do destino, em 2013 descobri um sério problema de saúde, do qual venho lutando bravamente: descobri que estava com um tipo raro de câncer na mão direita, conhecido como Sarcoma Epitelioide de partes moles/Fibrossarcoma.

Foram muitas as batalhas nestes últimos anos. Realizei 8 procedimentos cirúrgicos, sendo 6 somente na mão, na tentativa de eliminar as células cancerígenas e, como se não bastasse, tive metástase para os dois pulmões, dos quais retirei cerca de 5 cm de cada lado, em setembro e novembro de 2016.

Como disse, tudo começou em 2013 com a primeira cirurgia para retirada do tumor local (palma mão direita), em 2014 outras duas cirurgias sem resultado satisfatório e uma outra bem mais radical com a necessidade de enxerto/retalho, o que me fez perder grande parte dos movimentos da mão.

Em janeiro de 2017 infelizmente tive que realizar outra cirurgia, desta vez amputando o dedo médio e reconstruindo a mão. Esta cirurgia aconteceu às pressas, pois a dor era insuportável e mesmo tomando morfina convivia dia e noite com fortes dores crônicas. No entanto, nada disso tirou minha motivação em estar presente nas salas de aula, pois sempre tive certeza absoluta que ainda teria muito a contribuir com nossa sociedade.

Após tantas lutas e sofrimento, não me restou outra alternativa a não ser amputar parte do braço direito em 07/10/17.

Hoje minha vida mudou, consigo dormir, não tenho mais dores. Porém, uma tristeza invadiu minha vida: minha doença vem evoluindo e atualmente me encontro com os dois pulmões altamente comprometidos com diversas densidades nodulares.

Este tipo de doença é altamente resistente à quimioterapias e/ou radioterapias.

Também por conta de existirem vários pequenos nódulos espalhados por toda região do pulmão a cirurgia não é indicada. Então vivemos na incerteza sobre o futuro.

Apesar de tudo isso procuro viver a vida o mais tranquilo possível estando perto de minha família e também na convivência diária com meus alunos.

Dentro da sala de aula sou surpreendido diariamente com inúmeras manifestações de carinho e incentivo por parte dos alunos. Talvez isso seja o maior fruto do amor pela profissão.

Apesar de ser uma profissão gratificante a qual jamais a trocaria por outra, infelizmente em nosso país não existe a valorização necessária para a nossa categoria. Nossa remuneração não é suficiente para que possamos ter uma vida tranquila. Se queremos um bom salário, temos que trabalhar de manhã, tarde e noite…todos os dias…. sobrando muito pouco tempo para o convívio social.

Ao procurar o INSS para a obtenção da prótese fui informado que poderá demorar entre 3 e 7 anos até que eu receba uma e mesmo assim pode ser que receba uma prótese não funcional para o exercício de minha profissão. Tão logo recebi esta informação fui buscar empresas do segmento de próteses para tentar viabilizar uma por meios próprios. Foi então que descobri um outro grande problema: os preços das próteses são completamente fora das minhas condições de professor.

A prótese indicada pelos médicos para que eu tenha uma qualidade de vida melhor e possa voltar a realizar tarefas simples como cortar um alimento, calçar um sapato, dirigir um veículo com segurança e, principalmente, voltar a ter capacidade laboral de um professor, custa em torno de R$ 160.000,00 (prótese biônica).

Meus queridos alunos ao ficarem sabendo desta impossibilidade e pelo carinho que eles têm por mim, começaram uma campanha nas redes sociais para levantar o dinheiro e me oferecer a prótese. Entretanto o movimento chegou a apenas 4% do valor necessário de uma prótese mioelétrica – R$ 45.000,00, valor bem inferior que a prótese biônica indicada pelos médicos no meu caso, mas que também já me ajudaria muito no dia a dia.

Hoje, me encontro afastado pelo INSS, realizando quimioterapia para tratar das metástases desta doença. Inúmeras são as dificuldades de readaptação, tenho que reaprender todos os dias a realizar tarefas de acordo com a atual limitação.

A ideia de construção deste blog partiu das inúmeras dificuldades que venho encontrando, desde o financeiro, profissional, físico e psicológico.

Desejo, a partir dele, ajudar a tantas outras pessoas que assim como eu estejam passando pelos mesmos problemas. Por isso peço sua ajuda, seja você um profissional da saúde, psicólogo, educador e/ou colaborador, você também que está lutando ou venceu esta doença, para que juntos possamos criar uma comunidade de apoio e assim partilhar os conhecimentos sobre este assunto.

Acredito que o Sarcoma possa ser vencido, por isso conto com você.

Que Deus nos ilumine e nos proteja.

Grande abraço.

Prof. Simeão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *